Sábado, 20 de Agosto de 2005
Nankai High School

Por:

Jorge A. Vasconcellos e Sá



Num país como a China, seria de esperar uma educação sob a influência do igualitarismo (por baixo) da doutrina socialista/comunista; e de obediência (à hierarquia) da filosofia de Confúncio.

Ou seja, padrões de mediocridade e conformismo.

É por isso surpreendente quando o Financial Times nos traz informação sobre o liceu Nankai. Localizado numa cidade portuária a 1h30m de carro de Pequim, este liceu mantém os seus valores inalterados desde a fundação em 1904, (tendo tido que fechar durante alguns dos anos loucos da revolução cultural, na década 60).

O modelo deste liceu baseia-se em três pilares: missão; conceitos e métodos.

A missão é “cultivar talentos excelentes e inovadores para as universidades chinesas”. Isto é, “preparar as fundações dos líderes futuros”.

Em consequência desta missão, o liceu de Nankai vê-se a si próprio como uma marca. E as marcas são promessas às sociedades: “se nos comprar entregaremos o prometido”.

Isto é, as marcas publicitam os conceitos. A entrada do liceu está forrada de quadros anunciando os sucessos antigos e nos últimos exames de entrada para a universidade: um aluno teve a melhor nota numa disciplina em toda a cidade (8 milhões); outro grupo conseguiu a maior média de sempre do liceu; etc.

Finalmente os métodos garantem que a marca cumpre a missão. No caso da Nankai High School eles são três. O primeiro dos métodos é a adaptabilidade (inovação), que se traduz na contínua mudança dos cursos optativos oferecidos.

O segundo método é o culto do individualismo, do pensamento diferente e do incentivo ao debate e divergência.

O terceiro é a perseverança e a diligência: “queremos que os alunos aprendam o valor do esforço, porque só através dele se alcança o sucesso”.

Em resultado, os alunos do liceu de Nankai são uma verdadeira lista de “quem é quem” na China. Desde Zhou Enlai ex-primeiro ministro de Mao-Tse-Tung, até War Jiaboo, actual número um do governo, passando por Wu Dayon ex-número dois dos nacionalistas de Chiang Ki-Shek em Taiwan.

Ou seja, os muitos líderes, quer comunistas, quer dos seus inimigos nacionalistas, têm suas raízes no mesmo sítio. Num liceu onde se cultiva o trabalho, o individualismo e a inovação.

Valores que melhorando cada um, beneficiam todos: pelo exemplo e pela contribuição.

O ensino em Portugal? Com excepções de ilhas de excelência, é o oposto: a preguiça, sob o pseudónimo do diálogo; a conformidade no lugar da inovação; e o desleixo em vez da iniciativa. Logo, colhe-se aquilo que se semeia: “Pelos seus frutos os conhecereis”
(Mateus: 7:16).



publicado por psylva às 19:46
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De FERREIRA a 20 de Agosto de 2005 às 20:11
Todas as tuas questões são pertinentes, são verdadeiras.......mas por detrás de todas elas....há a tal MÃO INVISIVEL, mas dessa não se fala, ninguem fala.......porque o medo não não é invisivel.

Nada do que está a acontecer no Mundo, é por acaso.......não, há a tal MAO INVISIVEL

UM ABRAÇO
E PROCURA ESSA MÃO..NÃO É MUITO DIFICIL...JÁ AGORA VISITA O BLOG WWW.LATF.BLOGS.SAPO.PT


De FERREIRA a 20 de Agosto de 2005 às 20:10
Todas as tuas questões são pertinentes, são verdadeiras.......mas por detrás de todas elas....há a tal MÃO INVISIVEL, mas dessa não se fala, ninguem fala.......porque o medo não não é invisivel.

Nada do que está a acontecer no Mundo, é por acaso.......não, há a tal MAO INVISIVEL

UM ABRAÇO
E PROCURA ESSA MÃO..NÃO É MUITO DIFICIL...


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Semear futuras crises

As ideias de Luís Filipe ...

Tufão imobiliário

Ordem, custos e esbanjame...

Política, ideias e pessoa...

HÁBITOS DE RICO E A ARTE ...

As reformas da Chrysler

O que resta da esquerda?

O Governo e a Igreja

Um estado menos “keynesia...

arquivos

Outubro 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds