Sábado, 6 de Agosto de 2005
Por que empobrece Portugal?
«Hoje, quando alguém é convidado para o governo já diz à família que não será para quatro anos.»




O DRAMA português chama-se instabilidade. Confrontamo-nos com Espanha e a comparação é demolidora. Desde 1976 a 2005 os espanhóis tiveram quatro chefes de governo. Suarez, González, Aznar e Zapatero. Portugal teve quinze (Palma Carlos, Vasco Gonçalves, Pinheiro de Azevedo, Mário Soares, Nobre da Costa, Mota Pinto, Lourdes Pintasilgo, Francisco Sá Carneiro, Francisco Balsemão, Mário Soares (de novo), Aníbal Cavaco Silva, António Guterres, José Manuel Durão Barroso, Pedro Santana Lopes e José Sócrates).

Analisando as longevidades médias, Espanha com mais quinze chefes de governo chega até ao ano 2125. Portugal, para chegar a 2125, precisará de mais sessenta primeiros-ministros.

Outro indicador que investiguei evidencia a nossa tão frágil capacidade de nos autogovernarmos: a duração dos mandatos dos ministros das Finanças.

Vasco Vieira de Almeida foi o primeiro ministro das Finanças depois do 25 de Abril. Durou 63 dias. Silva Lopes seguiu-se por 337 dias. José Joaquim Fragoso ficou 177 e Salgado Zenha 308. Sucedeu-lhe Medina Carreira, que durou 556 dias (23 de Julho de 1976 a 30 de Janeiro de 1978). Depois, Vítor Constâncio, apenas 211 dias. E Jacinto Nunes 352. Veio Sousa Franco, em 1 de Agosto de 1979, ficando 155 dias. Entrou Cavaco Silva, em Janeiro de 1980, e manteve-se pouco mais de um ano, 372 dias. Depois, João Morais Leitão, 238 dias, seguido de João Salgueiro, 643 dias.



publicado por psylva às 21:21
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Semear futuras crises

As ideias de Luís Filipe ...

Tufão imobiliário

Ordem, custos e esbanjame...

Política, ideias e pessoa...

HÁBITOS DE RICO E A ARTE ...

As reformas da Chrysler

O que resta da esquerda?

O Governo e a Igreja

Um estado menos “keynesia...

arquivos

Outubro 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds