Domingo, 17 de Outubro de 2004
"No meu bairro está tudo rico!"
> Comentário de Nicolau Santos no Expresso desta semana.
> No meu bairro está tudo rico!

> Desde quinta-feira vai uma enorme euforia no meu bairro. Foi logo a
> seguir ao ministro das Finanças ter dito a Judite de Sousa, na RTP-1,
> que são os 30% mais ricos deste país que investem em PPR, PPR-E, PPA e
> CPH. É que, a ser assim, 90% desses 30% vivem no meu bairro. E o certo
> é que o foguetório não tem parado, já se organizaram várias festas de
> ricos e já houve muita gente do meu bairro que não trabalhou sexta e
> sábado (os ricos, como se sabe, têm a mania de não trabalhar aos
sábados).

>

> O sr. Joaquim da mercearia convenceu a mãe, há dez anos, a fazer um
> PPR, tendo em conta que a Segurança Social pública não anda lá muito
> católica e seria bom prevenir o futuro da senhora. Desde quinta, o sr.
> Joaquim fechou a mercearia e só espera pela herança que a mãe, que não
> anda bem de saúde, lhe vai deixar. E ele que não sabia que era filho
> de uma das pessoas mais ricas de Portugal!

>

> O sr. João da padaria convenceu-se, há três anos, que era bom fazer um
> PPR-E, porque o filho ia bem no liceu e depois quereria certamente não
> só concluir um curso universitário, como também tirar talvez um MBA.
> Nessa altura, o PPR-E daria jeito. Agora está com um problema em casa.
> O miúdo ouviu o Bagão Félix, dizer que o pai está entre os 30% mais
> ricos de Portugal e agora já não quer estudar. Diz que não precisa.
> Chatices de ricos...

>

> A sra. Ana, ajudante na farmácia, resolveu começar a colocar uns
> trocos numa Conta Poupança Habitação, visando a compra de uma casinha
> quando chegar aos 30, ela que têm agora 24. Desde quinta que não
> aparece no emprego e mandou dizer que não consta que os ricos
> trabalhem. Acha estranho que a conta bancária continue próxima do zero
> no final do mês. Mas se o dr. Bagão disse que ela é rica, é porque é
verdade.

>

> Quanto ao José, empregado de uma agência imobiliária, que passa o dia
> a mostrar casas a clientes, resolveu há uns anitos arriscar uns
> dinheiros num Plano Poupança Acções. Ouviu o dr. Catroga dizer que era
> uma forma de reanimar o mercado de capitais, que daria uma boa
> rentabilidade os investidores. Agora que soube que está rico, já
> escreveu ao dr. Catroga a agradecer a indicação.

>

> E assim a festança não pára no meu bairro. Mas ando preocupado. Soube
> que o eng. Belmiro se estava a preparar para fazer um PPR e poupar no
> seu IRS e agora já não o vai poder fazer. O eng. Jardim Gonçalves, que
> tem muitos filhos e netos, ia apostar nos PPR-E. Também já não vai a
> tempo. O dr. Artur Santos Silva, que é muito forreta, estava a pensar
> fazer um CPH no banco de que é presidente - só para poupar 127 euros
> no
IRS! Não pode, porque o dr.
> Bagão lhe topou os intentos. E finalmente o eng. Mira Amaral ia
> colocar a sua choruda reforma em PPA. Vai ter de gastá-la noutro sítio.

>

> E eis como finalmente temos um ministro que acaba com os ricos para
> dar aos pobres. Bem haja, dr. Bagão! E assim já não precisa de
> investir no combate à fraude e à evasão fiscal, nem investigar a sério
> o rendimento das profissões liberais, nem combater 50% das empresas
> que declaram prejuízos, nem estabelecer uma colecta mínima para
> restaurantes, mercearias e outros pequenos negócios para os quais,
> como é óbvio, não há qualquer possibilidade de controlo fiscal.
> Carregue nesses 30% de ricos que investem em PPR, PPR-E, PPA, CPH - e
> vai ver como resolve o défice e a justiça fiscal desce sobre este país!
Força! Que não lhe doam as mãos!


publicado por psylva às 11:36
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Semear futuras crises

As ideias de Luís Filipe ...

Tufão imobiliário

Ordem, custos e esbanjame...

Política, ideias e pessoa...

HÁBITOS DE RICO E A ARTE ...

As reformas da Chrysler

O que resta da esquerda?

O Governo e a Igreja

Um estado menos “keynesia...

arquivos

Outubro 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds