Domingo, 17 de Outubro de 2004
A Promiscuidade Actual Entre Elite Política e Económica Afecta a Qualidade da Democracia
Nos últimos tempos, comentadores, agentes económicos e políticos, jornalistas, redescobriram a questão das elites. É agora um tema recorrente, apresentado como uma porta de explicação para o falhanço português. Mas o que são na verdade as elites? Como é que se define hoje uma elite?
As elites são sempre o reduzido número que governa as organizações sociais, as organizações políticas e as organizações económicas. No campo da ciência política, praticamente desde a invenção do conceito de poder que ele está associado evidentemente àqueles que o exercem. No fundamental é isso que nós definimos como elites. Até à Revolução francesa digamos que as elites tinham uma legitimidade, no caso das instâncias reais, divina. Veio depois a utopia democrática de que o cidadão é a fonte do poder, que se mantém, mas na realidade o que nós observamos é que as instituições democráticas são progressivamente, e isso é natural, faz parte digamos do próprio funcionamento do sistema democrático, dominadas, no fundo, por aquilo a que no início do século vários chamaram uma oligarquia.




publicado por psylva às 10:51
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Semear futuras crises

As ideias de Luís Filipe ...

Tufão imobiliário

Ordem, custos e esbanjame...

Política, ideias e pessoa...

HÁBITOS DE RICO E A ARTE ...

As reformas da Chrysler

O que resta da esquerda?

O Governo e a Igreja

Um estado menos “keynesia...

arquivos

Outubro 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds